3 razões por que levantar os números do monitoramento em planilhas não funciona

A gestão de um negócio é baseada todo tempo em escolhas e decisões. Você escolhe seu modelo de negócios e toma as decisões mais adequadas para prosperar.

[dot_recommends]

As planilhas permitem uma boa flexibilidade com dados, é possível classificá-los, quantificá-los, filtrá-los e exibi-los em em diversos tipos de gráficos. Ainda assim, elas não são a melhor opção para atender as especificidades da operação de monitoramento.

gestão de um negócio é baseada todo tempo em escolhas e decisões. Você escolhe seu modelo de negócios e toma as decisões mais adequadas para prosperar.

Essas decisões podem ser baseadas em números levantados em um mês ou uma semana, do histórico da operação de monitoramento, ou podem ser baseadas em números que exibem a situação da operação de monitoramento em um determinado momento (um dia de operação, por exemplo).

Para ambos os casos, há perda de eficiência quando você optar por utilizar planilhas, leia porque:

Não exibem dados em tempo real

Você até pode tentar, mas será muito difícil refletir a realidade dos números do monitoramento em uma planilha.

Exatamente por isso, por não mostrarem os dados dos eventos de alarme em tempo real, você não consegue utilizar o arquivo como base para tomada rápida de decisão. Se você compila hoje os dados de ontem para mostrar na próxima sexta para a diretoria, pode tomar uma decisão fundamentada no passado, não no presente.

Isso não é necessariamente ruim, mas é preciso ter consciência de que tais dados representam o que já aconteceu e não o que está acontecendo no momento.

A diferença de analisar dados no passado e de analisá-los em tempo real é a possibilidade de mudar o curso das coisas rapidamente.

Ao levantar esses números, por exemplo, você pode notar que há um número alto de eventos de disparo de alarme para um determinado cliente, mas você reparou nisso dias depois, o que foi feito a respeito no dia em que os disparos estavam ocorrendo? O cliente recebeu prioridade no atendimento naquele momento?

Algumas decisões necessitam de um histórico maior para serem embasadas com confiança. Para isso, a ferramenta de business intelligence é uma opção para coletar, analisar e apresentar os dados de uma maneira bem visual e intuitiva.

Outras decisões, no entanto, são mais eficientes quando tomadas no momento do acontecimento, elas podem diminuir o efeito de um problema e impedir que outros mais venham acontecer.

Planilhas não estão integradas

Isso significa que o software de monitoramento não envia automaticamente os dados para a planilha, é preciso procurar os dados manualmente em relatórios e juntá-los no outro arquivo.

O tempo gasto neste processo e a falta de atualização constante dos dados são os pontos de perda de eficiência.

Até é possível criar uma planilha dinâmica, isto é, integrar planilhas e banco de dados, embora isso exija um conhecimento mais aprofundado sobre o assunto. No entanto, qualquer mudança na estrutura do banco de dados anula todo o trabalho. E isso acaba se tornando pouco prático na verdade.

Além disso, softwares baseados na tecnologia Cloud possuem banco de dados hospedados na nuvem, inviabilizando essa alternativa.

Não dão visibilidade

Por mais habituado que você esteja em preencher planilhas, já deve ter passado pela experiência de ter de explicá-las a outras pessoas, uma etapa que pode gerar muitas dúvidas e consumir um tempo desnecessário.

Além disso, as planilhas ficam guardadas em diretórios do computador e dificilmente são utilizadas de forma bem visual.

Existem maneiras bem visuais de exibir os dados mais importantes e em tempo real para a tomada rápida de decisão. Se esse assunto despertou seu interesse, confira o post em que falamos mais sobre o que é dashboard e sua aplicação na empresa de monitoramento.

Mas e você, como você faz para levantar os números do monitoramento? Deixe seu comentário aqui pra gente.

[dot_recommends]