Ainda há espaço para crescer na área de segurança privada?

Mercado de segurança privada impõe desafios as empresas. Para crescer, é fundamental saber investir nas soluções corretas para proteção patrimonial e pessoal.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), existem no país aproximadamente 22 mil empresas de segurança eletrônica no país (2016), contabilizando mais de 2 milhões de empregos indiretos e 220 mil diretos. Ano após ano, o segmento apresenta progresso – crescimento médio anual de 9% nos últimos 5 anos. Frente à alta competitividade do mercado, oferecer proteção pessoal e patrimonial com qualidade torna-se um desafio aos gestores. Para diferenciar-se, empresas devem saber investir em soluções corretas e inovadoras.

O leque de produtos de uma instituição de segurança privada pode sempre crescer. Da mesma forma, o número de clientes que poderá ser atendido por essa empresa também é projetado. Afinal, novos serviços contemplam novos clientes. Atuar em diversas frentes no mercado de segurança pode ser o caminho para alcançar o “espaço” que sua empresa tanto almeja. Veja as nossas dicas:

Proteção pessoal

O desafio de oferecer esse tipo de serviço está relacionado à necessidade de estar em conexão direta com o segurado. Com o avanço das tecnologias móveis – como tablets e smartphones -, essa realidade ficou mais próxima das empresas de segurança privada dispostas a investir na inovação.

As soluções mais modernas e eficazes de proteção pessoal, ao mesmo tempo em que aproximam empresa e cliente, dão mais liberdade ao segurado. Isso acontece porque aplicativos de segurança pessoal são capazes de criar uma linha direta que, com um único toque, sinaliza um provedor de segurança em situações de emergência, pânico, coação ou até mesmo em ocorrências mais brandas – como a falta de gasolina em meio a uma rodovia.

Proteção patrimonial

A partir do início de 2016, vimos no Brasil um agravamento da crise econômica, trazendo como consequência uma maior sensação de insegurança por parte da população. Nesse sentido, as empresas de segurança privada devem saber aproveitar o momento e oferecer soluções que atendam a essa demanda. Soluções integradas de monitoramento de alarmes, CFTV, rastreamento de veículos e controle de acesso são recomendadas.

A oferta básica de serviços de monitoramento de alarmes que víamos até então, não é mais suficiente. A integração com uma solução de monitoramento de imagens aumenta a qualidade do serviço prestado pela empresa, agilizando o atendimento e reduzindo seus custos com deslocamentos desnecessários. Além disso, através dos aplicativos móveis, a empresa de segurança pode oferecer ao seu cliente o acompanhamento dos serviços realizados, alertando em tempo real diversas atividades na central do cliente, como por exemplo o horário e o nome do responsável pelo arme e desarme do painel de alarmes, tornando mais transparente a relação entre empresa e cliente.

Um outro tema que vem ganhando força nos dias de hoje é a Portaria Remota, solução esta que visa incrementar a segurança condominial, retirando o porteiro das guaritas condominiais onde se encontram vulneráveis e colocando-os em um local remoto para que possam desempenhar suas funções de forma totalmente segura. Os sistemas de gerenciamento remoto de acesso a condomínios, além de proporcionar mais segurança, geram economia que pode chegar à casa dos 50% com gastos de portaria. No entanto, esses produtos exigem uma infraestrutura preexistente nas residências, ou seja, é necessário um nível maior de maturidade da empresa fornecedora. Caso tenha se interessado pelo tema, não deixe de compartilhar suas ideias e comentários conosco.

Fique à vontade para compartilhar dúvidas e sugestões no espaço abaixo dos comentários.