O que é preciso saber antes de oferecer serviços de monitoramento

É fundamental conhecer bem o seu público-alvo e sua capacidade interna. Uma sugestão que costumamos dar para os gestores é olhar para fora e para dentro da empresa.

Antes de oferecer serviços de monitoramento, seja de alarme ou combinado com imagens, é fundamental conhecer bem o seu público-alvo e sua capacidade interna. Uma sugestão que costumamos dar para os gestores é olhar para fora e para dentro da empresa.

Uma primeira etapa é olhar para fora da sua empresa. Mais especificamente, para os seus clientes atuais e possíveis clientes. Quem você atende hoje? Que tipo de serviço oferece? A oferta atual pode melhorar com o serviço de monitoramento? Quais verticais são estratégicas para o seu negócio? Quais as demandas desses segmentos? E, principalmente, que tipo de cliente você deseja ter?

Na parte interna, é preciso fazer uma análise da sua estrutura atual e ver quais serviços poderiam ser oferecidos com o pessoal e a tecnologia existente hoje. Em suma: o que eu ofereço hoje e que tipo de serviços ainda não podem ser prestados por falta de estrutura? Com essas respostas, é possível mapear as áreas críticas da sua empresa, definir um plano de ação para cobrir os gaps identificados e definir o investimento necessário para a execução dos serviços de monitoramento.

As duas provocações que fazemos acima servem para que você questione como está a sua empresa e para onde você quer levá-la com serviços de monitoramento. Afinal, há investimento em estrutura e pessoal envolvido e isso deve ser feito de forma calculada. Antes de tomar qualquer decisão, sugerimos que você ainda leve em conta dois aspectos:

– Regionalização de serviço: uma boa estratégia para iniciar o serviço de monitoramento é oferecer essa solução para clientes mais próximos, perto da sua sede ou em uma região pequena, bem determinada. Isso irá ajudá-lo a ter mais controle sobre os resultados, com a possibilidade de identificar e corrigir erros de forma mais rápida e assim evitar problemas nas próximas demandas. Com o decorrer do tempo e ganho de experiência e confiança, pode-se incrementar paulatinamente a área de atuação, em regiões mais distantes da sua sede.

– Tipos de tecnologia de monitoramento mais demandadas: é possível apurar na sua carteira atual de clientes – na qual você já possui um relacionamento de confiança estabelecido – quais tipos de tecnologia de monitoramento são mais indicados. Através dessa ação, você pode descobrir por exemplo que a combinação dos serviços de alarme e imagem são mais importantes do que a oferta de apenas um desses serviços isoladamente para a demanda atual, o que ajuda a priorizar investimentos.

E na sua empresa, como e por que você passou a oferecer serviço de monitoramento? Deixe seu relato nos comentários.