Por que é importante treinar colaboradores em empresas de segurança privada

Treinar colaboradores em empresas de segurança privada é essencial para manter um nível de serviço adequado e gerar melhores resultados.

Melhorar o desempenho dos colaboradores é uma preocupação constante para gestores de empresas de segurança. Várias técnicas podem ser usadas: aferição de desempenho, criação de metas, campanhas de engajamento, entre outras. Porém, uma questão que costumamos observar nas instituições do gênero é que poucas delas costumam apostar em capacitação interna. Acreditamos que treinar colaboradores em empresas de segurança privada é essencial para manter um nível de serviço adequado e gerar melhores resultados. 

Treinar colaboradores em empresas de segurança privada significa, de certa forma, repassar o conhecimento que sua instituição já armazena sobre produtos, processos e serviços internos. É importante dar essa base para colaboradores, que podem ser de dois perfis:

Novos colaboradores: as pessoas que entram em uma empresa de segurança precisam conhecer os softwares usados internamente e as dinâmicas internas. Esses cursos admissionais são importantes para que sua equipe “fale a mesma língua” – ou seja, dominem a linguagem técnica e saibam usar as ferramentas.

Colaboradores atuais: uma política que poucas empresas de segurança levam em conta é a organização de cursos de reciclagem e atualização de colaboradores com muito tempo de casa. Essas ações devem ter foco em novos sistemas de segurança, boas práticas e melhorias na gestão da instituição.

Geralmente, observamos que esses dois públicos costumam receber palestras com alguns temas específicos:

Instalação: cursos que buscam repassar os padrões de instalação, quais estruturas são usadas, que ferramentas serão necessárias, quanto tempo deve levar a operação e qual é o resultado que deve ser apresentado ao cliente. Coordenadores de áreas técnicas e funcionários da área de instalação devem receber esse treinamento obrigatoriamente antes do início dos trabalhos e de tempos em tempos para reciclagem.

Operação: o equipamento está instalado – agora é preciso operá-lo. Nessa etapa, é fundamental que os seus funcionários conheçam todos os recursos do sistema para gestão de segurança, analisar bem as imagens geradas pelas câmeras, além de gerar e interpretar relatórios sobre aquele serviço específico. Investir nessa capacitação ajuda a extrair o máximo que a ferramenta pode oferecer e também contribui para a redução de erros na sua empresa.

Outros assuntos podem ser abordados nos seus treinamentos. Porém, investir em capacitação da equipe, além do caráter educativo, tem um aspecto motivacional. Afinal, uma equipe que recebe investimentos em educação tende a se sentir mais valorizada pela empresa, gerando um engajamento pela marca.

Na sua empresa, você costuma apostar em treinamentos de que tipo? O resultado é interessante? Deixe seu relato nos comentários.