Por que apostar em tecnologias de segurança para grandes eventos?

O investimento em tecnologias de segurança para grandes eventos – seja público ou privado – tende a crescer nos próximos anos. Saiba como e porque se preparar.

2013 mostrou que o Brasil já entrou de forma consistente na rota dos grandes eventos internacionais. Na medida em que essas atividades ficam maiores e mais relevantes, é preciso investir em proteção para os públicos. Um dos exemplos mais emblemáticos é a Copa do Mundo: até 2014, o investimento em segurança deve passar dos R$ 2 bilhões, segundo reportagem do portal iG. Com esse filão aberto, vale a pena pensar em oferecer produtos e serviços voltados para essas datas. Neste post, mostraremos por que a sua empresa deve apostar em tecnologias de segurança para grandes eventos – e quais sistemas tendem a ser mais procurados pelo mercado.

O investimento em tecnologias de segurança para grandes eventos – seja público ou privado – tende a crescer nos próximos anos. Além de Copa e Olimpíadas, não podemos nos esquecer de atos nacionais e regionais que ficam cada vez mais fortes e que necessitam de mais estrutura, como festivais e celebrações religiosas. Para que as pessoas frequentem esses locais de forma tranquila, é preciso garantir um ambiente seguro e confiável. Outro ponto importante é o reforço ao trabalho das autoridades: muitos sinistros podem ser evitados se, em um determinado evento, há uma estrutura de segurança adequada. Em suma, trata-se de um mercado que vale a pena ser considerado pelos gestores de empresas do ramo.

As tecnologias de segurança para grandes eventos são capazes de potencializar a equipe de uma empresa e ajudá-la a oferecer um serviço adequado em uma escala desejável. Algumas soluções específicas, mais demandadas pelo mercado, podem ajudar a sua organização a gerar mais negócios nesta área. Alguns exemplos são:

• Sistemas modernos de monitoramento de imagem: para um grande evento, sua equipe não deve oferecer um serviço de CFTV simples. É preciso agregar valor e tecnologia para que as iniciativas tenham a maior abrangência e efetividade possíveis. Afinal, lembre-se que essas ocasiões reunirão várias pessoas em um ambiente que nem sempre é pequeno.

Alguns sistemas de monitoramento contam com recursos que ajudam a lidar com essas situações de muito fluxo de pessoas. O reconhecimento de faces e outros padrões – como placas de carros – pode ajudar a identificar agressores e pessoas que tentaram fazer uma intrusão. Além disso, tecnologias mais elementares, como a detecção de movimentos, podem ajudá-lo neste tipo de demanda.

• Tecnologias de gestão de equipes táticas: um grande evento exige um contingente enorme de profissionais de segurança para dar suporte, certo? Agora pense: como lidar com todas essas pessoas de forma rápida e assertiva. Daí vem a tecnologia de gerenciamento de equipes táticas, capaz de lidar com todas as frentes da sua estrutura de patrulhamento. Com a ajuda desse serviço, um gestor sabe dizer o que cada colaborador está fazendo e, em alguns casos mais específicos, onde ele está.

Por fim, é importante destacar que, em um grande evento, a tendência é integrar soluções de segurança eletrônica sempre que for possível. Afinal, em uma ocasião do tipo, costuma-se trabalhar com uma central de controle com acesso a todos os sistemas e profissionais envolvidos com aquela ação. Se a sua empresa for oferecer um pacote de soluções de segurança, vale a pena pensar em entregá-las todas juntas, integradas por uma ferramenta tecnológica.